Acne na Adolescência, entenda como lidar

Atualizado: Jan 24



Artigo escrito para revista Ana Maria.



Acne na adolescência é uma preocupação entre os pais devido à alta incidência nos jovens e possíveis cicatrizes irreparáveis a partir delas.

Costumamos dizer que meninos e meninas apresentam quadro de acne, porém tende a ser mais grave entre o sexo masculino devido à taxa de testosterona ser muito mais alta.


Esse hormônio por sua vez apresenta papel importante na formação da acne uma vez que as unidades pilossebáceas, conhecidas como poros, são impactadas e excitadas por ele. Nas meninas é comum aparecer acne em períodos menstruais que se iniciam na adolescência também.


COMO SE FORMA

O processo inflamatório da acne se inicia a partir da concentração de sebo nessa unidade, que é formada por uma unidade de pelo e anexo uma glândula sebácea, e pela queratinização excessiva da epiderme. De forma mais lúdica dizemos que esse poro contendo sebo fica obstruído por células da própria pele, e este acaba sendo colonizado por bactérias residentes na flora natural da pele, a Propionibacterium acne,s que se apropria desse sebo liberando substancias toxicas para pele desencadeando então um intenso processo inflamatório numa tentativa do corpo combater essa substancia. O processo resulta em muitos dos casos em pústula, o famoso pus, que então dizemos que é o resultado deste combate.


A região mais comum é face, e em alguns pacientes notamos nas costas, peito e ombros.

Podemos classificar a acne como inflamatória e acne não inflamatória. A acne não inflamatória por sua vez se encontra no meio desta cadeia que mencionei sobre a formação da acne porem ainda não foi acometida pelas bactérias. Em clinica, e popularmente chamamos de cravo, que pode também ser classificado como fechados e abertos.

COMO TRATAR

Para tratar este quadro lançamos mão de diversas técnicas e medicamentos de acordo com o grau clínico eu se encontra. Um dermatologista poderá recomendar uso de antibióticos, anti-inflamatórios e ate mesmo medicamentos mais fortes como a Isotretinoína.


Na maior parte dos casos não temos complicações tão serias e tratamos em clinica com: limpeza de pele regular para remover esse excesso de sebo; aplicações de ácidos para controlar a camada da epiderme e reduzir a produção e saída de sebo; e as tecnologias estéticas como o laser vermelho, led azul ou Alta frequência para melhorar processos inflamatórios, induzir a morte das bactérias, e controlar a sua proliferação.


Em um segundo momento quando o quadro de acne não tratadas da lugar a um quadro de cicatrizes também conseguimos tratar e devolver mais saúde a esta pele com diversas opções de tratamentos disponíveis no mercado como peeling do mar morto e microagulhamento que estão super em alta.

Os cuidados do adolescente com sua pele são tao importantes quanto os tratamentos, então é importante que os pais criem esse meio de contato e parceria com seu filho para tratar de maneira global o caso.


O período de férias é crucial ter cuidado redobrado! As férias e a curtição nas praias e sol deixam a pele expostas e suscetíveis a manchar. Os raios penetram a pele que em processo inflamatório fica muito mais reativa e tende a hiperpigmentar e agravar ainda mais o quadro do pós. O uso de protetor solar é indispensável e deve-se levar em consideração para escolha o fps acima de 30 e observar se possui proteção contra UVB. Para cuidados diários recomendamos que consulte seu biomédico esteta ou profissional da área para escolha de um sabonete especifico facial para controle de oleosidade e acne.









Endereço: Avenida Ipiranga 344, 81 D

Seg a Sex: 9h às 21h

Sábado: 10h às 15h (quinzenal)

 

 

Contato Clínica:

(11) 3257-4391

(11) 97346-9977

Ativo 4.png
Ativo 2.png

Contato para cursos:

(11) 94329-1357

Ativo 1.png