Toxina botulínica, conhecido como Botox, entenda

Atualizado: Abr 20

O que é a Toxina Botulínica e como funciona?



Aplicação de toxina botulínica não é um procedimento novidade, entretanto está cada vez sendo mais procurado, pois todos os tipos de público sejam homens ou mulheres, jovens e idades avançadas, e hoje em dia também quase todas as rendas sociais.

Se você já ouviu falar sobre harmonização facial, deve saber que a toxina está associada a este tratamento. Notamos uma grande confusão na população entre toxina e preenchedor, então vamos entender mais a fundo qual sua função dentro de uma harmonização facial e seu mecanismo de ação.

Ele deixou então de ser um procedimento que só os famosos aplicam e passou a ser realizado costumeiramente na população padrão. A evolução que notamos em sua aplicação e a busca por naturalidade. Antigamente o procedimento era estigmatizado por deixar os rostinhos sem expressão, e hoje em dia com a evolução na técnica de aplicação não vemos mais esse tipo de problema.

Popularmente conhecido como Botox, devido a ser a marca registrada da empresa Allergan, existem atualmente diversos laboratórios que também produzem a toxina para uso estético, como Dysport, Botulift, entre outros.

Sobre um entendimento mais técnico, a toxina botulínica é uma neurotoxina produzida pela bactéria Clostridium botulinum, capaz de atuar sobre as membranas pré-sinápticas do sistema nervoso periférico, bloqueando a transmissão neuromuscular, ou seja, impedindo a liberação do mesmo nas terminações nervosas, o que ocasiona o enfraquecimento muscular.

Atualmente, no âmbito da estética, apesar de existirem diversas opções no mercado, a aplicação de toxina botulínica ainda é uma das intervenções mais indicadas para REJUVENESCIMENTO FACIAL, com o objetivo principal de TRATAR E SUAVIZAR a ocorrência de LINHAS DE EXPRESSÃO faciais que são provocadas pelos vícios da mímica enquanto o rosto se movimenta e de RUGAS que continuam aparecendo mesmo com o rosto imóvel.

A toxina botulínica se diferencia dos demais tratamentos faciais, devido à sua forma de atuação, uma vez que ao ser injetado diretamente no músculo facial, sua atividade resulta na paralisação do movimento muscular. Devido à paralisação causada na área de aplicação, o músculo tende a diminuir as contrações, o que ameniza e/ou evita o surgimento das linhas de expressão. A ação da toxina é totalmente efetiva e atua tanto na suavização dessas linhas como na prevenção do surgimento de novas rugas.



*Fotos autorizadas pelos clientes. Procedimentos realizados na Clinic. Por se tratar de organismos diferentes, não há garantia de resultado.



Quais as indicações para o tratamento com a Toxina?

Temos duas indicações principais para aplicação da toxina botulínica estética: prevenção e tratamento.

A prevenção pode ser realizada a partir dos 25 anos, de acordo com a musculatura da pessoa, e tem como objetivo relaxar um pouco para que evite uma forte contração com consequências de formação de linhas estáticas. Em outras palavras, aplicamos para que essa linha de expressão que só aparece com a mímica, não vire uma linha fixa que fica visível mesmo quando está em relaxamento. Falamos neste caso que a toxina vai fazer com que sua musculatura "parte do tempo” e você ganha esse tempo de mais jovialidade para sua pele.

O tratamento será indicado para mulheres acima de 35 anos quando as linhas de expressão já começam a ficarem estáticas, e vamos trabalhar para amenizar essas linhas.

Quando há idade avançada do paciente, acima de 60 anos, por exemplo, a aplicação tem um efeito mais sutil, pois as linhas já não são apenas da mímica e sim já possuem uma profundidade definitiva e então trabalharemos para amenizar e melhorar alguns pontos como arqueamento de sobrancelhas por exemplo.

Apesar de cada paciente possuir necessidades INDIVIDUAIS, tornando a avaliação prévia fundamental para direcionar o melhor tratamento, e indicar quais regiões e quantas unidades de aplicação são necessárias, as principais queixas e indicações para o uso da toxina botulínica no rosto são para o tratamento do terço superior eliminando rugas glabelares (entre as sobrancelhas), da fronte (testa) e perioculares (pés de galinha) e as linhas do pescoço. A toxina também pode ser aplicada em certas regiões do nariz e dos lábios para solucionar as rugas (bunny lines no nariz) e levantar levemente partes da musculatura oral.

Além da toxina ser aplicada para finalidade estéticas, temos algumas aplicações terapêuticas, que somente alguns profissionais podem aplicar, como por exemplo para cefaléia, bruxismo, sorriso gengival, hiperidrose (excesso de sudorese), entre outros.

Como é realizada a aplicação?

A aplicação da toxina botulínica deve seguir alguns preceitos básicos de segurança para limitar os efeitos do produto aos músculos desejados, como por exemplo, mapear a anatomia facial, realizar uma marcação prévia dos locais de aplicação e utilizar o volume ideal para cada aplicação. Na Clinic realizamos uma avaliação facial anatômica detalhada de nossos pacientes, a fim de entender a dinâmica das rugas e linhas de expressão de cada indivíduo e indicar o melhor planejamento de aplicação para, assim, entregarmos um resultado mais personalizado possível.

Qual a durabilidade dos efeitos?

Em geral, os efeitos iniciais de enfraquecimento muscular podem ser observados em aproximadamente de 1 a 3 dias após a aplicação, e os resultados podem ser observados em até 10 a 15 dias. Este resultado, entretanto, depende da resposta orgânica de cada paciente, existindo a possibilidade de ser necessário um retoque (prazo máximo de 15 dias da data da aplicação), ou até mesmo que o produto não venha a surtir o efeito desejado (por uma, ou por várias semanas após a injeção). A duração dos efeitos clínicos depende de vários fatores, entre eles: dose total utilizada, gravidade do quadro de linhas e rugas, presença de outros tipos de terapia associada (ex: uso de antibióticos ou vacina) e fatores individuais como capacidade de metabolismo da toxina. Por se tratar de ação química, este tratamento não é definitivo, pois o produto perde o seu efeito após, geralmente, 4 a 6 meses (podendo variar para mais ou menos tempo). Após este período, uma nova aplicação poderá ser planejada se o(a) paciente assim o desejar.




Quais cuidados devem ser tomados?

Após o procedimento de aplicação da toxina botulínica tipo A, algumas orientações deverão ser seguidas, tanto pelo profissional quanto pelo paciente, para se evitar o risco de disseminação do produto para outros grupos musculares além do alvo em que se deseja realizar o tratamento, a fim de alcançar o resultado esperado da melhor maneira possível.

Prioritariamente, recomenda-se ao paciente não massagear ou manipular com firmeza a região tratada logo após a aplicação, além de permanecer em posição vertical, sem deitar ou abaixar a cabeça, por um período de pelo menos 4 horas, além de não realizar mímicas, caretas ou franzir o rosto nas primeiras horas pós-aplicação, pois estes fatores podem facilitar a disseminação do produto para outros músculos.

É aconselhável evitar a realização de exercício físico e atividades que demandam esforço no dia da aplicação. Após aplicação ou enquanto houver hematomas, a exposição da região tratada ao sol poderá manchar a pele, como ocorre com qualquer hematoma quando exposto ao sol, portanto é necessária a aplicação do filtro solar FPS 30 de 3 em 3 horas, enquanto ainda houver hematomas. É importante atentar-se ao fato que a toxina botulínica apresenta um certo grau de fotossensibilidade, portanto a exposição solar possui a capacidade de diminuir o tempo de ação da mesma no organismo. Além disso, a exposição da área tratada a fontes de calor ou a pressão pontual podem interferir nas características e distribuição da substância recém-aplicada e, consequentemente, no seu efeito.

Caso o paciente esteja em tratamento com medicamentos como antibióticos (ciclosporina, hidroxicloroquina e aminoglicosídeos), bloqueadores de canal de cálcio e antiinflamatórios não-esteroidais ou que possuam alguma enfermidade neuromuscular, com infecção ou sinais de inflamação nos locais de aplicação não devem ser submetidos à aplicação da toxina botulínica ou devem suspender os medicamentos, uma vez que pode haver interferência ou interação com o produto.

E os efeitos pós procedimento?

Cada paciente pode apresentar uma resposta diferente, sujeito às particularidades individuais de cada organismo, entretanto, alguns eventos adversos referentes à aplicação da toxina mais comuns podem incluir edema (inchaço), equimoses, cefaleia (dor de cabeça), dolorimento local, vermelhidão e sangramento na área tratada, e assimetria. Mesmo sendo raras, há algumas possibilidades de ocorrência de situações mais inusitadas como queda ou flacidez (ptose) da boca, sobrancelha e/ou pálpebra, reações alérgicas, infecções, dormência e formigamento. Por isso salientamos a importância de uma anamnese (avaliação) bem detalhada e completa do histórico do paciente em questão, a fim de evitar quaisquer efeitos adversos.

Existem contra-indicações?

O tratamento é absolutamente contraindicado para indivíduos que apresentem hipersensibilidade ao medicamento ou a qualquer componente de sua formulação, portadores de infecções ativas no local da aplicação, grávidas e/ou mulheres em fase de amamentação. São consideradas contraindicações relativas, indivíduos portadores de doença neuromuscular (ex: miastenia gravis, esclerose, etc.), doença autoimune ativa e uso de aspirina ou antiinflamatórios não esteroidais por período prolongado de tempo.

Deve-se atenção ao fato de que como as diferentes formulações farmacêuticas da toxina apresentam características bastante distintas e particulares, as contra-indicações estão sujeitas de modo específico ao produto farmacêutico utilizado.

Qual a diferença entre a Toxina Botulínica e o Ácido Hialurônico? O “Bigode Chinês” pode ser tratado com a Toxina?

O tratamento com a Toxina Botulínica não é o procedimento indicado para amenizar o bigode chinês, pois a Toxina visa apenas o relaxamento da musculatura e, portanto, a amenização de rugas e expressões faciais. O Preenchimento com Ácido Hialurônico é utilizado para volumizar (preencher) os locais em que há “falha” de volume e é aplicado para devolver o contorno facial do paciente.

Em casos de sulcos e linhas de expressão faciais profundas como o sulco nasogeniano (“bigode chinês”), são recomendados outros tipos de procedimentos, como o preenchimento com ácido hialurônico, bioestimuladores (ex: sculptra, radiesse, fios de pdo, etc).

Quais profissionais podem aplicar a Toxina?

No Brasil, segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), o procedimento de aplicação de toxina botulínica tipo A não é considerado um procedimento invasivo cirúrgico, podendo ser realizado em consultório através de técnicas injetáveis, sendo exclusivo aos profissionais habilitados na área da Biomedicina Estética, Farmácia Estética, Odontologia e Medicina.

Ao decidir aplicar a Toxina Botulínica, saiba escolher um profissional capacitado e autorizado para manusear e realizar os tratamentos com a substância e certifique-se do produto utilizado!



Para saber mais sobre este procedimento, clique aqui e agende uma avaliação gratuita com nossas especialistas.


852 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo