Escleroterapia injetável, Laser ou Luz Pulsada: qual o melhor tratamento para secagem de vasinhos?

June 19, 2017

Não é de hoje que esse problema vem assombrando as mulheres: os temidos vasinhos! Mas com tanta tecnologia e opções no mercado, qual o melhor tratamento a ser escolhido?  Para ajudar nessa decisão, explicarei um pouco sobre cada um deles, forma de ação e resultados.

 

Vasos e varizes, como se formam?

 

Os famosos vasinhos são problemas estéticos que não comprometem a saúde local. Esses vasinhos são as veias superficiais, chamadas em alguns casos de capilares, que tem sua qualidade da parede do vaso comprometida e não exercem mais ou exercem de forma ineficiente sua função que é o retorno venoso. Entretanto o vasinho não evolui para varizes, por exemplo, pois esta, trata-se de uma veia de calibre maior comprometida.

 

As áreas mais comuns de vasinhos são coxa, perna e pés. Porem algumas pessoas apresenta em regiões atípicas como glúteo, costas e barriga.

É comum também algumas pessoas apresentarem vasinhos na região ao redor do nariz que ficam visíveis a olho nu e trazem um incomodo ao paciente.

 

É muito importante a decisão de como tratar os vasos e você deve realizar esta escolha em conjunto com um profissional especializado, seja médico ou biomédico.

 

Escleroterapia Injetável

A escleroterapia injetável é uma das técnicas mais antigas e mais procuradas para a secagem dos vasinhos. O método baseia-se na aplicação de uma substância de ação esclerosante dentro do vaso que quando injetado, esse medicamento consegue coagular e aprisionar o sangue, causando um colapso e fechamento do vaso, que será reabsorvido pelo tecido local. O resultado é muito satisfatório e se dá entre 15 e 30 dias após a aplicação. A única objeção dos pacientes à técnica é o receio à dor, que pode ser muito amenizada com o uso de anestésico injetado junto com o esclerosante. Algumas clínicas trabalham aliando um anestésico junto do medicamento na seringa, como é o nosso caso. Utilizamos a lidocaína na formulação para tornar a sessão bem confortável para o paciente.

 

Cada clinica trabalha com uma concentração do medicamente ao qual considera a mais vantajosa para o paciente. A glicose normalmente varia de 50% a 75% a concentração, lembrando que isso esta diretamente relacionada com seu efeito. Ou seja, quanto mais concentrada, mais forte será sua ação dentro do vaso e melhor efeito. A ressalva que fazemos em relação as mais concentradas é que são mais espessas também.

Neste tipo de aplicação utilizamos uma agulha bem fininha que ira penetra na pele apenas a ponta, sendo suficiente para alcançar o vaso e depositar o medicamento dentro do mesmo.

 

Após o tratamento, podem-se observar hematomas e pequenas casquinhas na região onde houve o pertuito da agulha. A profissional ira lhe passar as melhores praticas para evitar tais efeitos adversos nos, porem caso ocorra, normalmente eles regridem ao normal em algumas semanas.

Muitas pessoas tem duvida se é perigoso ou se tem algum risco o procedimento injetável, e apesar de ser uma técnica minimamente invasiva ela é super segura de se realizar em uma boa clinica equipada com biossegurança e registros na ANVISA.

 

Secagem de vasinhos a laser

 

O laser e a luz intensa pulsada (IPL) são tratamentos mais modernos e muito procurados ultimamente para secagem de vasinhos.

A diferença básica entre os dois tratamento é que o laser é uma luz de uma única cor,direção e comprimento, enquanto a IPL emite amplos espectros de luz incoerente e de vários comprimentos.

 

A escolha do tipo de laser ou IPL a ser usado depende do calibre e local do vaso a ser tratado. Geralmente, o laser e o IPL baseiam-se no princípio da fototermólise seletiva, ou seja, aquela luz que aplicamos tende a procurar um pigmento que, no caso dos vasos, é a hemoglobina (célula que dá a cor ao sangue). Quando disparamos a luz no vaso, esta emite uma onda de calor, causando uma lesão e impossibilitando-o de transportar o sangue. Este vasinho será então destruído e absorvido pelo sistema imunológico. Esse tratamento é mais eficaz no caso de telangiectasias de calibre bem fino e mais avermelhadas. O resultado também demora alguns dias, podendo ser mais lento e sendo necessário um maior número de sessões do que a escleroterapia injetável. O procedimento é completamente indolor, não sendo necessário repouso algum, e são essas as principais vantagens dessa escolha. O risco de manchar a pele é maior do que a escleroterapia com glicose, por exemplo, uma vez que a pele também é lesionada. Cuidados com sol devem ser tomados durante alguns dias depois desse procedimento.

 

Qual é o melhor método?

 

O melhor tratamento, então, depende de cada caso. Para vasos de pequeno calibre, avermelhados e as telangiectasias faciais, os tratamentos com laser e IPL vão surtir um bom resultado. Para os outros tipos de microvasos, o tratamento injetável pode apresentar um resultado mais rápido e satisfatório. A quantidade de sessões depende muito da quantidade e calibre desses vasos.

 

Os vasos voltam?

 

Essa é uma das duvidas mais frequentes que ouvimos na clinica. Com o tempo, novos vasos podem surgir, pois tratamos a consequência, e não a causa do problema. Ou seja, iremos trabalhar os vasos existentes mas caso você tenha tendência genética ou hábitos que sejam considerados propulsores, você poderá ter novos, ainda que não remova os já existentes. Portanto não existe uma maneira de acabar definitivamente com este problema.

 

Como prevenir os vasinhos?

 

Para dar uma resposta absoluta neste tópico precisaríamos entender as causas do aparecimento deles, e em grande maioria dos casos essa é uma missão muito difícil dado que o comprometimento vascular tem causas diversas desde pré-disposição genética, a hábitos que impulsionam o surgimento.

 

De certa forma, existem métodos que ajudam a prevenir como realizar atividade física regularmente e moderada, ingerir bastante liquido para ajudar fluidificar o sangue, e manter uma alimentação equilibrada. Em alguns casos há recomendação de uso de meias de compressão para auxiliar o retorno venoso.

 

O tratamento pode ser realizado em muitos dos casos, salvo algumas condições de exceção como gestação e lactantes. Ou seja, durante o período de gravidez e amamentação não recomendamos o procedimento.

O ideal é fazer uma avaliação com um profissional habilitado para saber qual o tratamento mais indicado pra você.

 

Qual valor do tratamento?

 

Cada clinica trabalha com métodos, equipamentos, medicamentos e volumes aplicados diferentes. Porem a media do tratamento varia de 99 a 300 reais.

 

Quer fazer Secagem de Vasinhos?

 

Entre em contato conosco por:

Telefone (11) 3257-4391

WhatsApp (11) 97346-9977.

E-mail: atendimento@clinicspa.com.br 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Escleroterapia injetável, Laser ou Luz Pulsada: qual o melhor tratamento para secagem de vasinhos?

June 19, 2017

1/2
Please reload

Posts Recentes