Para que serve o colágeno? Conheça os benefícios dessa substância essencial para a nossa pele!

Atualizado: Jan 24


O colágeno é uma substância produzida naturalmente pelo nosso organismo e é fundamental para manter a firmeza e a elasticidade da pele, garantindo sustentação e resistência, além de atuar prevenindo a flacidez, rugas e linhas de expressão. A principal função dessa proteína é dar estrutura e manter o tônus dos nossos tecidos – diferente de como muitos pensam, o colágeno não está presente somente na pele, mas também pode ser encontrado em tendões, cartilagens, musculatura, ossos, etc. A partir dos 25 a 30 anos a produção do colágeno diminui, com a influência de alguns fatores, como o consumo exagerado de açúcar, tabagismo, excesso de sol e até mesmo estresse. E uma vez que a atividade da enzima responsável pela degradação das fibras de colágeno e elastina é iniciada, começando o processo de envelhecimento. Aos 50 anos, o corpo apresenta taxas baixíssimas da proteína e é nessa fase que geralmente surgem as rugas, sulcos e flacidez. Para manter a qualidade da pele, é preciso repor o colágeno através de uma vida saudável, com alimentação balanceada, atividades físicas e ausência de cigarro, atitudes que ajudam a prevenir a degradação da substância.

Porém, ainda existem algumas dúvidas sobre essa substância: como ela pode ser reposta na pele? A suplementação realmente funciona? Como estimular sua produção? Seguem algumas dicas interessantes sobre o assunto!

*Suplementação com colágeno funciona?*

A suplementação via oral com colágeno ainda é bastante polêmica e muitas pessoas têm dúvidas quanto a sua eficácia. Alguns artigos mostram que há um benefício nesse consumo, mas também existem trabalhos que revelam que não faz nenhuma diferença para a pele ingerir colágeno via oral. E embora o uso e consumo de nutracêuticos tenha aumentado ao longo dos anos, é necessário compreender exatamente a qualidade, o processo de absorção e a eficácia dos compostos consumidos.

Quando você consome colágeno, o seu organismo o distribui como qualquer outro nutriente, utilizando-o da forma como acredita ser melhor, ou seja, o corpo que determina o alvo de ação de cada nutriente. Assim, a ingestão de altas doses de colágeno, além da quantidade necessária, não significa que o corpo irá produzir mais desta proteína. Essa ingestão pode fazer com que outras proteínas sejam produzidas ou talvez toda essa quantidade excedente seja eliminada. Porém, se o corpo achar que necessita produzir mais colágeno, é importante que as substâncias necessárias para a sua produção (especialmente a vitamina C, matéria prima do colágeno, e alguns aminoácidos; glicina, lisina, prolina) estejam presentes para que a formação ocorra de maneira adequada. Existe também o colágeno hidrolisado, que nada mais é que um colágeno na forma fracionada. Ao ser ingerido através da suplementação, esse colágeno supostamente promove uma absorção de forma mais fácil e rápida na pele, porém, essa teoria também não é comprovadamente 100% eficaz.

*Como cuidar da alimentação?*

Se você é saudável e mantém uma alimentação equilibrada, com boa ingestão de proteínas, e sua produção de colágeno é suficiente, a suplementação pode não ser tão necessária. A suplementação, por ainda ser um ponto muito discutido e controverso, o ideal é focar na alimentação alimentos para garantir a ingestão de colágeno. Alimentos ricos em lisina (encontrada em frutos do mar, produtos à base de soja, derivados do leite e verduras e legumes), glicina (encontrada na pele de porco, pele de frango, carne, proteína da soja e semente de abóbora), prolina (encontrada na clara de ovo, repolho, aspargos e cogumelos), ômega 3 (peixes, chia, linhaça, abacate), enxofre (alho, ovos, pepino), Vitamina A (vegetais de cor verde, vermelha, laranja ou amarela), vitamina C (frutas cítricas) e licopeno (tomate, beterraba, melancia) são exemplos de alimentos que auxiliam na ingestão e produção da proteína.

*O filtro solar ajuda na prevenção do colágeno?*

O protetor solar previne a degeneração do colágeno, uma vez que proporciona uma proteção a longo prazo do colágeno contra fatores que causam sua degradação, como o calor e a radiação. Por isso, é tão importante aplicar e reaplicar o filtro todos os dias independentemente da época do ano.

*Quando devo começar a me preocupar com colágeno?*

Como mencionado anteriormente, a partir dos 25 anos iniciamos nosso processo de envelhecimento e estima-se que a produção de colágeno caia 1% todos os anos, e nos primeiros anos da menopausa, as mulheres sofrem uma queda de quase 30% da produção, o que impacta diretamente na renovação celular, tornando todo os aspectos de hidratação, firmeza e elasticidade da nossa pele irregulares. Atente-se aos sinais de que o seu corpo está necessitando de colágeno:

- Aumento da flacidez da pele

- Perda de elasticidade da pele

- Surgimento de rugas e linhas de expressão

- Aparecimento de estrias

- Pele fina e desidratada

- Enfraquecimento das unhas

- Diminuição na espessura dos fios e queda de cabelo

*Os cosméticos contendo colágeno realmente ajudam? Posso injetar colágeno?*

São inúmeros dermocosméticos que utilizam ingredientes que estimulam a produção de colágeno, algo que pode ser extremamente benéfico para a saúde da nossa pele. A vitamina C, por exemplo, participa de uma reação química que organiza as moléculas de colágeno em fibrilas, forma que apresenta maior função na pele. Alguns outros ativos também têm a capacidade de aumentar a produção da proteína ao ativar genes e células que a produzem.

Diferentemente de como muitos acreditam, o colágeno propriamente dito não pode ser injetado na pele e não existe tal tipo de procedimento. O que existem são substâncias que podem ser aplicadas na pele que estimulam o fibroblasto – célula da pele responsável por produzir o colágeno – e que conferem firmeza e sustentação ao local em que foram injetadas. Essas substâncias são os famosos e queridinhos Bioestimuladores de Colágeno, como o Ácido Poliláctico (Sculptra), a Hidroxiapatita de Calcio (Radiesse), Policaprolactona (Ellansé), Polidioxanona (Fios de PDO), etc.

Deseja saber mais ou agendar uma avaliação? Clique aqui ou entre em contato conosco por:

Telefone: (11) 3257-4391

WhatsApp: (11) 9-7346-9977

Link Direto para o WhatsApp: http://bit.ly/2LAJiZ4

E-mail: atendimento@clinicspa.com.br


Endereço: Avenida Ipiranga 344, 81 D

Seg à Sex: 9h às 21h

Sábado: 10h às 15h (quinzenal)

 

 

Contato Clínica:

(11) 3257-4391

(11) 97346-9977

Ativo 4.png
Ativo 2.png

Contato para cursos:

(11) 94329-1357

Ativo 1.png